gototopgototop
E-mail Imprimir PDF

geraldopintoREAR - ROUTINE´S EFFECT OF ALL IS RIGHT (Efeito da rotina do "tudo bem")


O Comandante Geraldo Pinto divide conosco uma série de conselhos utilíssimos,  fruto de sua experiência como master da VARIG e piloto fundador do clube CEU.


1) Significação


Quando vivemos um período de tranqüilidade sem acidentes ou incidentes tudo correndo bem, tendemos a agir despreocupadamente, e assim ficamos como que....."desligados".

Entretanto, quando ocorre uma situação de perigo, se forma um clima no qual são debatidas as causas e analisadas as razões de tal acontecimento.

Entrementes......decorrido algum tempo....geralmente curto, esquecem-se esses acontecimentos e voltamos aos hábitos rotineiros.

E assim, a vida continua.

Envolvido pelo dinamismo o homem tende a sepultar no passado e no esquecimento fatos importantes, acomodando-se aos costumes e à "ROTINA DO TUDO BEM.

Esta maneira de proceder é o que denominamos de "EFEITO ROTINA DO TUDO BEM" ( REAR- ROUTINE´S EFFECT OF ALL IS RIGHT).

Isto não deveria acontecer principalmente entre pilotos.

Os tripulantes são como boxeadores: "Não podem baixar sua guarda", caso contrário, SERÃO NOCAUTEADOS!!

 

 

2) CONSIDERAÇÕES


Note-se que o "REAR" faz parte do nosso cotidiano.

A rotina é perigosamente confortável, pois normalmente acontece quando estamos nos sentindo bem. Devido a isto nos tornamos complacentes e despreocupados agindo quase que automaticamente.

Furtivamente ela atua como um narcótico que "desliga", que oblitera, minando nossa vontade, debilitando nossa necessária severidade; diminuindo nossa atenção, impedindo-nos de detectar possíveis anormalidade; induzindo-nos a avaliar situações pela aparência fazendo com que olhemos....sem ver, pois que sob seu efeito tudo "parece" bom.

Ao nos habituarmos à rotina, condicionando-nos a este estado de espírito, estaremos nos desarmando e nos tornando presa fácil de eventuais surpresas que geralmente nos trazem conseqüências graves.

Ela pode nos persuadir a aceitar baixos padrões de exatidão e desempenho. Durante a leitura de um CHECK LIST ou checagem dos instrumentos e controles, pode nos levar a olhar sem realmente ver, tendendo a nos induzir a erros devido ao nosso estado de automatismo.

 

 

3) Conseqüência


Deste modo relacionamos a seguir algumas das mais óbvias resultantes ou reações desta coisa chamada "REAR" - "EFEITO ROTINA DO"TUDO BEM":

- Automatismo
- Complacência
- Obliteração
- Falta de atenção

E o fato de nos fazer pensar que: "APARENTEMENTE ESTÁ TUDO BEM"

Sob estas circunstâncias, mesmo um excelente piloto em suas melhores condições físicas e mentais, descansado sem estar fatigado mas, inconscientemente condicionado pelo REAR, correria o risco de cometer um engano o qual poderia levá-lo a uma situação de grande risco.

Neste ponto permitiríamos perguntar: Não seriam estas algumas das razões da porcentagem de acidentes que ocorrem em estranhas ou desconhecidas circunstâncias?

 

 

4) ADVERTÊNCIA


Preparam-se os profissionais objetivando o desempenho de suas funções em vôo com o necessário rigor e disciplina técnicos; exigindo-lhes estudo e constantes treinamentos seja em terra ou no ar, além de especial atenção à sua saúde.

Entretanto, persiste a impressão de que não estaria sendo suficientemente enfatizado o fato dos homens serem produto das circunstâncias......induzidos a adaptarem-se aos costumes do dia-a-dia.

Particularmente no que tange à classe de pilotos - pela repetitividade que torna rotineiro os vôos - estes homens correm o risco de habituarem-se a agir automaticamente tal e qual seres condicionados. Tornando-se por si próprios como que meros complementos de máquinas e, não o cérebro que controla.

 

 

Assim é importante:

- Não se deixar se condicionar pelo "REAR";
- Não baixar sua guarda - NUNCA;
- Observar e estar sempre atento;
- Olhar .....e.....Ver.

(Tradução de Assunto tema de um Seminário sobre Segurança de Vôo)

 

Tirem bastante proveito e bons vôos!

Geraldo Pinto.